Destaque Internacional

Alunos de escola da Flórida voltam às aulas após massacre com 17 mortos

Políticos estaduais estão sondando a possibilidade de uma proposta que financiaria a demolição do prédio onde aconteceu o massacre

A escola secundária Marjory Stoneman Douglas em Parkland, na Flórida, retornou suas aulas hoje, duas semanas depois do grande massacre que a escola viveu, onde 17 pessoas foram mortas por um atirador.

O colégio reabriu as portas na manhã de hoje, ás 07h40 no horário local e terá uma jornada de meio período. O prédio onde aconteceu a maioria das mortes, foi fechado indefinidamente.

A chegada dos alunos foi cercado por policiais para garantir a segurança das crianças e adolescentes. Os pais também acompanhavam seus filhos, bastante preocupados com a sequencia dos filhos na escola.

busca recuperar a normalidade ao reiniciar as aulas nesta quarta-feira, duas semanas depois do massacre de 17 pessoas que reacendeu o debate sobre o porte de armas nos EUA.

O colégio abriu as portas às 7h40, horário local, para uma jornada de meio período, ainda que o prédio em que a maioria das vítimas foi atingida permaneça fechado indefinidamente.

 

Políticos estaduais estão sondando a possibilidade de uma proposta que financiaria a demolição do Prédio 12, conhecido popularmente como o prédio dos calouros, para substituí-lo por uma memorial do massacre.

O massacre reacendeu a chama da discussão sobre o porte de arma nos Estados Unidos. O presidente Donald Trump está em constante discussão com o congresso para mudar a legislação.

Comente

Comentários