Geral

Ciência descobre como era a aparência de um homem de 2 mil anos atrás

(Foto: Reprodução)
O homem teria vivido na área onde hoje fica Guaratiba, zona Oeste do Rio de Janeiro.

O Museu Nacional da UFRJ surpreendeu ao apresentar no último dia 22, a reconstrução em 3D do rosto de um brasileiro que viveu dois mil anos atrás.

O homem teria vivido na área onde hoje fica Guaratiba, zona Oeste do Rio de Janeiro. O ser foi batizado pelos pesquisadores de Ernesto.

Ele foi recriado baseado em uma ossada encontrada em um sítio arqueológico. Lá também foram encontradas pelo menos outros 21 indivíduos.

Segundo a pesquisa, a análise do material revelou também, qual o estilo de vida dessa população, e graças a isso foi possível descobrir que eles viviam basicamente da caça e coleta.

Para reconstrução de Ernesto foi realizada uma réplica virtual do crânio a partir de fotografias com câmera digital. As imagens foram processadas obtendo o crânio 3D.

Veja o resultado da recriação:

(Foto: Reprodução)

Comente

Comentários