Cidade Destaque

Dono de loja na 44 confessa ter assassinado funcionário, em Goiânia

(Foto: Polícia Civil)
Um funcionário do homem também foi preso acusado de ser comparsa do chefe

A Polícia Civil conseguiu a confissão de um empresário que possui duas lojas de roupas na Rua 44, que afirmou ter assassinado um ex funcionário.

Um funcionário do homem também foi preso acusado de ser comparsa do chefe. Os dois mataram, em abril desse ano, um homem que trazia produtos contrabandeados do Paraguai para ele.

Segundo investigação da polícia, o crime teria sido motivado pelo fato do carro comprado pelo empresário para trazer cigarros do Paraguai ter sido apreendido pela polícia.

O funcionário identificado como Flávio Pereira Rosa foi morto a tiros na noite do dia 20 de abril na frente da esposa, da sogra e de dois filhos dentro da própria casa, no Setor Residencial Junqueira.

Genesmar e Fábio, segundo o delegado, tiveram a prisão transformada em preventiva e foram indiciados por homicídio qualificado, por motivo fútil, e sem chance de defesa, crime que tem pena prevista de 12, a até 30 anos de reclusão.

Comente

Comentários