Cidade Destaque

Pastor é preso acusado de abusar de enteada durante 7 anos

(Foto: Polícia Civil)
A mãe da criança também foi presa, acusada de ser conivente com a ação do marido

Um homem de 34 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente da enteada, de 14 anos, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

O acusado, que é pastor evangélico, teria abusado da criança desde os cinco anos de idade. Os abusos continuaram até ela completar 12 anos e ir morar com a avó.

A mãe da menina também foi presa, acusada de ser conivente com as ações do marido.

De acordo com a delegada da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), Ísis Santana Leal, a garota contou que morava sua avó, mas passava alguns períodos com a mãe. Nesse tempo, o padrasto realizava os abusos.

Segundo a delegada, o suspeito passava a mão e realizava toques lascivos no corpo da menina e a mãe vendo o que acontecia, não falava nada.

Quando a vítima completou 7 anos, o padastro teria tentado estuprar a menina com conjunção carnal.

A menina só contou o que acontecia em casa, no ano passado, após contar a uma professora sobre os abusos. Depois de saber, a mulher acionou a polícia.

Dois mandados de prisões temporários foram expedidos e os suspeitos foram presos em Rubiataba, a cerca de 320 quilômetros do município.

O padrasto foi encaminhado para o presídio de Valparaíso e a mãe está detida na unidade feminina de Luziânia. A delegada afirma que eles serão ouvidos em até duas semanas.

Caso sejam condenados, eles responderão por estupro de vulnerável e podem pegar pena de 8 a 15 anos de prisão.

Comente

Comentários