País

Rio Grande do Norte decreta estado de calamidade pública

Governo tenta solucionar a crise de segurança pública (Foto: Reprodução)
Crise no Sistema de Segurança Pública motivou o governador a realizar o pedido

O grande aumento dos índices de violência e a paralisação dos policiais civis e militares do Rio Grande do Norte, levou o Governo do estado a decretar estado de calamidade pública no sistema de segurança pública.

A medida deve durar 6 meses e libera o governo para adotar medidas para atenuar a grave crise do sistema de segurança.

O decreto tem vigência de 180 dias e, com o estado de calamidade, o governo pode adotar medidas emergenciais para superar a crise no estado.

Segundo o item, publicado no Diário Oficial da União, as autoridades administrativas poderão requisitar ou contratar profissionais em busca do reestabelecimento da normalidade no atendimento aos serviços de segurança pública.

 

A greve dos policiais e agentes teve início no último dia 20 de dezembro e não tem previsão para acabar. Na noite desta sexta-feira (05), policiais e bombeiros militares e policiais civis decidiram manter a paralisação.

Comente

Comentários