Cidade Destaque

Tribunal de Justiça aceita denúncia contra promotor de Anápolis acusado de desvios de verba na UEG

(Foto: Reprodução/MPGO
Marcelo Henrique dos Santos teria acobertado esquema e recebido vantagens como viagem para Europa e carro de luxo

A corte especial do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) aceitou por unanimidade, a denuncia do Ministério Público contra o promotor de justiça da cidade de Anápolis, Marcelo Henrique dos Santos. Ele é suspeito de participar de um esquema milionário de desvio de verba da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

De acordo com as investigações do Ministério Público de Goiás houve, em 2010, a transferência ilegal de R$ 10 milhões da conta da Universidade Estadual de Goiás (UEG) à Fundação Universitária do Cerrado (FUNCER), que atualmente se chama Fundação Universitária de Apoio Integral ao Ser.

O montante serviria para que essa entidade desenvolvesse um “programa estadual de formação e capacitação em software livre”. Atividade que, nas palavras do Ministério Público, a FUNSER não tinha “know-how para executar tal tarefa, que de fato nunca foi executada”.

A transferência desses recursos provocou, conforme o MPGO, um prejuízo de R$ 26 milhões aos cofres públicos, em valores corrigidos para os dias atuais.

A denúncia também revela que promotor teria se beneficiado do esquema, tendo o aporte de um carro de luxo, uma viagem com a família para a Europa (voos em classe executiva) e R$ 98 mil. O dinheiro desviado teria sido pulverizado em diversas contas bancárias para dificultar o rastreamento.

A defesa do promotor, representada pelo advogado Alexandre Iunes Machado, afirmou ao jornal OPOPULAR que a aceitação da denúncia é um procedimento natural e garantiu que o promotor provará sua inocência no julgamento.

Comente

Comentários